“Távola dos Escudeiros impede que uma vida precise ser salva no futuro”, conheça Heitor, um pequeno grande defensor da causa dos Escudeiros

photo
Por: ASCOM/GCESC
Curitibanos/SC

Iniciamos hoje uma série de entrevistas com Escudeiros, DeMolays, Maçons e Tios(as) dos Clubes de Pais e Mães para conhecer um pouquinho mais de nosso Estado.

Durante a realização da Cerimônia de Posse do Capítulo Estrela do III Milênio, de Curitibanos, um fato chamou a atenção. O Irmão Heitor, de 12 anos, Escudeiro, ainda iniciático, pediu a palavra e deu um show! Confere aí o nosso papo.

 

Grande Capítulo do Estado de Santa Catarina: Heitor, como foi a experiência de participar da Távolas dos Escudeiros?

HEITOR: A experiência de ser um Escudeiro foi um tipo de ensinamento ou base para o futuro. Além de ser um molde para a responsabilidade e compromisso para a adolescência e para a vida, serve também para a sua entrada e, muito provavelmente, grande estadia na Ordem DeMolay.

Grande Capítulo do Estado de Santa Catarina: Quais eram as atividades mais legais que você fez enquanto Escudeiro?

HEITOR: Falo sem hesitar que a melhor hora dentro de nossa sessão era a ordem do dia. Eram nesses momentos que alguns dos Escudeiros apresentavam seus trabalhos em forma de frase, texto de reflexão ou fábula. Já que a Távola dos Escudeiros preza muito por compromisso, em todas as reuniões os Escudeiros traziam seus trabalhos prontos.

Grande Capítulo do Estado de Santa Catarina: Comenta um pouco pra nós sobre a sua expectativa de se tornar um DeMolay após o alistamento na Távola.

HEITOR: A minha expectativa era ser um DeMolay dedicado, que é o que estou me esforçando para ser. Mesmo sendo iniciático, sempre presto atenção em todos os cargos e os auxílios que eles fazem ao Capítulo, com o objetivo de um dia poder ajudar tanto assim também.

Grande Capítulo do Estado de Santa Catarina: Como é para você hoje ser um DeMolay e poder ajudar os irmãos da Távola?

HEITOR: Eu acho que ajudar é o mínimo que posso fazer pela Távola. Todas as vezes que a Távola precisa de ajuda, sabe que pode contar comigo. E pode ter certeza que assim que eu iniciar ao Grau DeMolay e possuir os demais requisitos, o cargo de Nobre Cavaleiro me espera.

Grande Capítulo do Estado de Santa Catarina: Qual seu maior sonho como DeMolay?

HEITOR: Eu estou com dois objetivos na minha cabeça. O primeiro é tentar fazer com que o máximo de Capítulos da Ordem DeMolay tenham uma Távola Redonda em conjunto. O segundo é mais impossível ainda: eu quero fazer com o que o preconceito criado com a Ordem DeMolay, Filhas de Jó e Maçonaria, além das outras Ordens, acabe.

Grande Capítulo do Estado de Santa Catarina: Heitor, para terminar, deixe um recado a todos os irmãos de Santa Catarina.

HEITOR: Irmãos, sabemos que a Ordem DeMolay salva vidas, mas saibam que a Távola dos Escudeiros impede que uma vida precise ser salva no futuro!


 

Conhece alguma história e quer contar pra gente? Entre em contato!
secretaria.adjunto@demolaysc.com.br